Buenos Aires: 4º Dia



 Hasta luego, Buenos Aires querida! Foi assim que me despedi da linda e encantadora capital argentina.



Buenos Aires se despediu com chuva. Deu para dormir bem gostoso no caminho para o aeroporto ajsiajsiajsiajsia


Não esperamos por muito tempo no Ezeiza (Aeroporto Internacional). E ai está as fotos com a galerinha. 



 Estava chovendo quando decolamos, algumas turbulências... Chegamos em Guarulhos por volta das 19h30. Esperamos mais umas 2h horas na fila para fazer o check-in e chegamos em Maringá por volta das 22h30.

 A viagem foi super divertida e cansativa, mas a cada post que fiz sobre a viagem me batia uma saudade da grande Buenos Aires.

 Me despeço dessa saga de post por aqui. Até a próxima viagem!

Buenos Aires: 1º Dia
Buenos Aires: 2º Dia
Buenos Aires: 3º Dia


Buenos Aires: 3º Dia

Foto: Pinterest
 Como eu disse no outro post, o terceiro dia em BA seria o mais cansativo. Então acordamos cedo, colocamos nossa roupa e calçado mais confortável, descemos para tomarmos o café da manhã e logo em seguida pegamos um táxi em direção ao Planetário.

 Chegamos ao Planetário Galileo Galilei (Av. Sarmiento & Belisario Roldan | Parque 3 de Febrero, Palermo, Buenos Aires C1425Argentina) por volta das 10h00, antes de sairmos do hotel, perguntamos aos recepcionista se valia a pena visitar o Planetário e se estava aberto, disseram que sim, mas quando chegamos "demos com o nariz na porta", sem nenhum aviso nem nada. Enquanto estava escrevendo esse post, pesquisei no google algumas informações para deixar aqui e descobri que na alta temporada o Planetário fecha para manutenção. Ótimo né?

 Bom, porém super compensa você caminhar pelos arredores, tem um jardim super lindo. 




  Do Planetário seguimos a pé até o Malba - Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (Av. Pres. Figueroa Alcorta 3415. Palermo), onde também "batemos com o nariz na porta" porque só abre pela tarde. Não desistimos e voltamos no fim do dia, porém só visitamos uma galeria, porque o ingresso custava $16 pesos (em torno de R$64 dilmas) e a fila estava enorme.



  De Palermo à Recoleta, caminhamos até a enorme Floralis Genérica (Av. Pres. Figueroa Alcorta 2263, Recoleta), que fica ao lado da Facultad de Derecho - UBA




  Em frente a faculdade se encontra o Museo Nacional de Bellas Artes, a entrada é gratuita. Fiquei fascinada, estava tendo exposição do Greco e cara, simplesmente lindo.




 Depois de visitar o museu, fomos visitar o tão famoso Cemitério da Recoleta e a Igreja Nossa Senhora do Pilar, a segunda mais antiga de Buenos Aires, estilo barroco e lindíssima. Fazendo esse post, descobri que perdi muitas fotos da viajem (chorando) e não achei fotos da igreja, ou seja, perdi também. Vou deixar aqui um link sobre o bairro da Recoleta, assim vocês poderão ver fotografias maravilhosas da igreja e do Cemitério.


  Pode parecer esquisito caminhar por cemitério, porém quando não estás acompanhado e não sabe das lendas do lugar. Quando cheguei ao Brasil estava fuçando uns sites e achei um post sobre o Cemitério, provavelmente não voltarei sozinha lá nunca.


  O Cemitério é enorme, e se tu tiver intenção de visita-lo, pegue o mapa, por que é super fácil se perder lá dentro, não deve ser legal ficar perdida, principalmente em um cemitério.

  Aos Sábados, acontece uma feirinha bem bacana na praça da igreja, vários artesanatos e bugigangas para levar de lembrança.

  Almoçamos no Down Town Matias, (você pode ver mais sobre ele aqui) restaurante que fica em um shopping na mesma praça. Vocês querem adivinhar o que eu comi? Siiiiim, de novo eu comi carne e batata aijsaijsiajsiaj mas ok, falando do restaurante, a comida estava maravilhosa, o preço era bom, porém cobraram uma taxa muito alta para o serviço de mesa, quando questionamos sobre o que seria o serviço de mesa deles, responderam que era pelo uso do copo, guardanapo, talheres, pratos... nenhum outro restaurante cobrou isso. 

  Depois do almoço, voltamos a feirinha para gastar muito comprando presentes para o pessoal. Ficamos umas 3h andando pela feirinha.

  Claro, depois dessa longa caminhada estávamos exaustas, voltamos ao hotel de táxi.

  A noite ficamos descansando no hotel e só saímos para comer. Comemos de novo no Burguer King, voltamos ao hotel e ficamos no quarto fazendo bagunça aijsiajsiajsiajsi 

 Fomos dormir tarde, já que no outro dia poderíamos acordar um pouco mais tarde, já que iriamos embora.

 Buenos Aires - 1º Dia
 Buenos Aires - 2º Dia



2015: um ano que será cheio de desafios!

Fonte: We Heart It
 Olá, Galáticos! Tudo bom com vocês? Bom, comigo está tudo tranquilo ainda; digo ainda, porque 2015 será um ano muito corrido, calma, vou explicar tudinho para vocês.

 Em 2015 eu termino o ensino médio (sim, passou muito rápido e eu já estou sentindo falta) e com isso no próximo ano já devo estar cursando a faculdade. Você só se dá conta de que tem que escolher o curso e a instituição que quer quando a água bate no pescoço, ou seja, no ultimo ano do EM.

 Fiz o ENEM em 2014 e já sei no que tenho que focar para conseguir entrar no curso e instituição que quero, mas para eu conseguir vou precisar correr atrás de algumas matérias atrasadas.

 Como eu sei que não conseguirei estudar por conta própria em casa, resolvi investir em um pré-vestibular, porque tenho certeza que não vou deixar de ir as aulas ou de me dedicar mais, já que paguei para isso.

Não sei se vocês sabem, mas eu já tinha uma rotina dupla (por conta do colégio e do estágio), porém essa rotina passará a ser tripla (colégio, estágio, pré-vestibular).

 Acho que você já perceberam onde eu quero chegar né? aijsiajsijais Por mais uma vez, venho dizer que não terei tempo para esse cantinho, o blog.

"Poxa, Rafa! Mas você até trocou o layout e tals" Sim, troquei, mas isso não quer dizer que eu não vou voltar aqui, só vai ficar corrido até Julho para mim, depois eu volto com mais frequência aqui e espero voltar com uma boa noticia.

Bom, a saga de post da viagem está acabando, mas fiquem de olho, ainda tem mais!

Beijos.


Buenos Aires: 2º Dia


Foto: Pinterest

 No segundo dia em Buenos Aires fizemos um tour pelos pontos turísticos mais famosos e que não dá para deixar de visitar.



 Para começar o dia bem acordamos super cedo. Tínhamos combinado de sair do hotel as 8h00, mas como precisávamos nos arrumar, tomar o café, fazer o cambio, achamos que se acordássemos as 6h00 daria tempo de sobra. O problema é que não mudamos horário e como estamos em horário de verão, lá em Buenos Aires é uma hora a menos. Resultado: Acordamos as 5h00 da manhã.



 Nossa primeira parada foi na Catedral Metropolitana ou Igreja da Santíssima Trindade, a primeira Catedral de Buenos Aires (San Martin 27 e Av Rivadivia, Buenos Aires, Centro). Essa igreja fica perto da Plaza de Mayo, que tem uma história linda, ela é o centro politico e histórico da Capital Porteña. Quem tiver interesse em saber o que aconteceu nessa praça (principalmente na época da Ditadura), pode ler sobre nesse link.



 Passamos pela Casa Rosada ou Casa de Governo, onde a presidente Cristina Kirchner trabalha, ou como falam os argentinos, onde ela diz que trabalha.

O Bairro da Boca é o mais lindo, incrível e inspirador. É nele que ficam as casas coloridas, o Caminito e o Estadio do grandioso Boca Juniors. Por Buenos Aires ser muito monogromático, foi esse lugar que eu mais me encantei.

Geeeeeente, vocês não vão acreditar, eu tenho um time na primeira divisão do Campeonato Argentino :O <3, sim, achei essa flamula em um camelô, me apaixonei, ah, e ainda é da minha cor favorita.

Bom, depois de passear pelo Caminito, fizemos um tour pelo Porto Madero e por uma parte da Recoleta e de Palermo.

Chegamos as 13h no hotel e fomos procurar um restaurante para almoçar.




 Almoçamos em um restaurante chamado Parrilla El Gaucho (Lavalle 870 - Microcentro - Buenos Aires - Argentina), primeiro pedi nhoque, já que não estava com vontade comer batata e carne de novo, porém foi decepcionante, estava pensando em um molho com carne ou frango junto ao nhoque, mas quando chegou era apenas o nhoque com um molho ralo avermelhado, não estava gostoso. Ok, vamos apelar para a carne com batata, pedi então um Bife de Chorizo, consegui matar minha fome, mas também não estava bom.

 Esse restaurante aceita Real e tem um cambio legal, WiFi funciona super bem (isso é muito importante ajsajsiajsi), os garçons não são muito simpáticos, mas não devemos esperar simpatia de argentino, então ok. 

Depois do almoço, voltamos ao hotel e tentamos conseguir um taxi para irmos ao Zoológico (não quisemos optar pelo Zoo de Lujan, pois isso tomaria um dia nosso, estava relativamente caro, e achamos que não compensava, já que dizem que os animais são dopados), mas o recepcionista do hotel disse que chegaríamos mais rápido e gastaríamos menos indo de metrô.


Fonte: Meus Roteiros de Viagem

 Pegamos a linha verde na Estação Tribunales, que ficava na esquina do hotel, uns 15 minutos depois estávamos na Estação Plaza Italia, que fica de frente com o Zoo Buenos Aires. Pagamos $140 pesos (cerca de R$35 dilmas) para visitar o zoo.

Lá tem muitos animais lindos, se você quiser alimenta-los, você pode comprar comidinha na entrada. 

O que eu mais gostei de ver foi as llamas, awwwwn, elas são muito fofas, e ah, amei ver o tigre branco, gente, é muito lindo, poderia ter ficado olhando por horas que eu não me cansaria. 

 Já aviso, passem longe do elefante (ou elefanta?), acho que ele não gosta de selfie aijsiajsiajs acreditam que jogou terra em mim? 

Só não visitei a parte das cobras, porque tenho muito medo, porém, minha amigas entraram para ver e estavam demorando, resolvi entrar para procura-las, tentei usar a técnica de olhar para a parede que não tinha aquários, mas não deu muito certo, já que tinha muitos cartazes com fotos das cobras.



 Enfim, voltamos para o hotel também de metrô, chegamos exaustas, tomamos banho, descansamos e saímos para jantar.

Resolvemos que não queríamos comer carne e batata novamente, então fomos para o Burguer King (pertinho do Obelisco), pedi um Cheesburguer Duplo com Bacon, acompanhado de batata frita gigante e Pepsi, sim, a fome estava triste. 

Depois de comer, resolvemos dar uma volta pela Av. Corrientes e visitar algumas das livrarias e sebos da avenida.




Voltamos para o hotel e fomos dormir, porque no outro dia precisávamos acordar cedo para mais um dia nessa cidade maravilhosa.

 Beijos, até o próximo post!


Buenos Aires: 1º Dia









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...